Trombofilias e gravidez

Uma das principais causas de abortamentos de repetição são as trombofilias. Mulheres com essa patologia têm uma alteração no sistema de coagulação que as tornam mais propensas a desenvolver trombose e coagulação excessiva.Na gravidez, a mulher trombofílica apresenta, além do risco de abortamento, aumento da chance de trabalho de parto prematuro.

Esta patologia pode ocorrer por causas hereditárias, provenientes de alterações genéticas, ou pela produção de um anticorpo que aumenta a coagulação no corpo. Essa alteração tem o nome de Síndrome Antifosfolípide.

Em muitos casos, essa condição é assintomática, o que dificulta o diagnóstico da doença. Geralmente, a mulher só descobre que tem a doença depois de três abortos. Se a trombofilia for diagnosticada antes da gravidez, a doença tem tratamento e a chance da paciente ter uma gestação tranquila é maior.

Você têm casos de trombose na família, abortamentos de repetição, falhas de implantação?  Fique atenta, procure orientação com seu obstetra!!



 

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado.

0 Comentários