Tratamentos para infertilidade: Técnicas de alta complexidade

Olá. No post de hoje, eu falo sobre técnicas de alta complexidade nos tratamentos de infertilidade.

Os Métodos de Alta Complexidade consistem em procedimentos mais complexos (como o próprio nome diz) e indicados para casais que apresentam: alterações seminais severas (quando há pouco ou nenhum espermatozoide saudável no indivíduo); obstrução tubária, endometriose profunda, falha de três tentativas com técnicas de baixa complexidade, infertilidade de longo tempo, entre outras condições. Ao contrário dos outros tratamentos já citados, nesse caso a fertilização acontece fora do corpo, em laboratório, e o embrião é alojado dentro da mulher.

Existem dois tipos de FIV, a Fertilização In Vitro Clássica - em que os espermatozoides são colocados juntos ao óvulo, e a concepção ocorre de forma natural. E a ICSI (Injeção Intracitoplasmática de Espermatozoide) em que seleciona-se um único espermatozoide e este é injetado no óvulo. Após a concepção, o embrião é inserido dentro do útero onde ocorrerá a implantação. 

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado.

1 Comentários