Síndrome de Ovários Policísticos – Parte 1

A partir de hoje, faremos uma série especial sobre a Síndrome dos Ovários Policísticos, alteração hormonal que causa irregularidade menstrual, podendo levar à infertilidade. Ao longo da série, vamos falar sobre causas, sintomas e tratamentos para essa patologia.

Em primeiro lugar, vamos esclarecer a diferença entre Síndrome dos Ovários Policísticos e a presença de folículos no ovário. A mulher em idade reprodutiva apresenta múltiplos folículos em seus ovários, chamados de folículos antrais, estes referem-se ao grau de fertilidade da mulher. Porém, algumas mulheres apresentam ciclos menstruais irregulares às custas da não ovulação, isto é, o não crescimento destes folículos. 

Nestas mulheres, a presença de ciclos menstruais longos (menstruações a cada 45 dias ou mesmo podendo chegar a cada 3 meses, algumas mulheres chegam a não menstruar durante 1 ano) associada a presença de acne, pêlos tipo masculinos em queixo, região entre os mamilos associado ou não à visualização de ovários com múltiplos microcistos em periferia de córtex ovariano (vide imagem) se caracteriza pela Síndrome dos Ovários Policísticos (SOP). 

A paciente com SOP pode apresentar, além das características discriminadas acima, obesidade, aumento da resistência à insulina, aumento do colesterol, portanto, o tratamento e acompanhamento exige uma equipe multidisciplinar!


 

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado.

0 Comentários