Disfunção na hipófise pode ser uma das causas da infertilidade

A produção excessiva de prolactina (“hormônio do leite”), realizada pela hipófise, pode ser uma das causas da infertilidade. Esse tipo de disfunção é responsável por 25% a 30% dos casos de amenorréia (ausência de menstruação). Sem ovular, a mulher não tem como engravidar.

O aumento da produção de prolactina pode acontecer devido as seguintes causas:

1.  Fisiológicas: estresse, exercícios ou alterações no seu sono. O aumento normal deste hormónio é encontrado na gravidez e na amamentação (daí outra denominação de "hormônio do amor”, já que neste período a mulher suspira, vive e exala amor!!

2. Farmacológicas: uso de anti-depressivos

3. Patológicas: tumores hipofisários (o mais comum é o adenoma hipofisário 40 a 60% dos casos), outras doenças como hipotireoidismo e síndrome do ovário policístico (SOP) podem apresentar esta alteração na hipófise.
O aumento da prolactina na mulher causa galactorréia (secreção com aspecto de leite através do mamilo) em 80% dos casos, além de alterações no seu ciclo menstrual (ciclos longos, podendo chegar a ausência de menstruação).

No homem, o excesso deste hormônio pode causar diminuição da produção de esperma, impotência e infertilidade
O diagnóstico da doença é feito por meio de um exame de sangue que mede os níveis da prolactina no organismo da paciente. O tratamento deve ser específico para o agente causador da desregulagem hormonal. 
Portanto, na presença de alteração de seu ciclo menstrual, procure seu ginecologista e fique atenta aos sintomas!!








 

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado.

0 Comentários