Dicas e cuidados na gravidez após 35 anos

Olá. O post de hoje é especialmente para aquelas mulheres que engravidaram, ou pretendem engravidar tardiamente.

Segundo o IBGE, cerca de 20% das mulheres decidem ser mães após a terceira década de vida. Apesar desse alto índice, a gestação após os 35 anos é considerada de risco pela maior parte dos médicos.

A partir dessa idade a mulher está mais sujeita a gerar um filho com Síndrome de Down ou com outras alterações genéticas, além dos riscos de abortamento e quadros de pré-eclâmpsia e diabetes gestacional, que podem levar a um parto prematuro.

Em casos de procedimentos de fertilização assistida, as normas também mudam. Nesse caso, só é permitida a implantação de três embriões a cada ciclo. Apesar dos riscos, com acompanhamento médico adequado e bons hábitos de vida, as chances de a gravidez ocorrer sem intercorrências são altas.

Confira algumas dicas e cuidados para aumentar a qualidade da gestação tardia.

-Caso a gestação seja planejada, é ainda mais importante procurar acompanhamento médico antes da concepção para a realização de exames preventivos e a suplementação com Ácido Fólico e Vitaminas do Complexo B;

- Investigação dos índices do hormônio TSH, responsável pelo hipotireoidismo. Com a idade a mulher fica mais propensa a esse tipo de disfunção que pode causar problemas neurológicos para o bebê;

- Exames frequentes de checagem de glicemia e de pressão arterial para controle e prevenção de Pré-Eclâmpsia e Diabetes Gestacional;

- Para mulheres com essa faixa de idade, é ainda mais importante manter a alimentação saudável, não beber e não fumar.

- Caso a gestação ocorra normalmente, não há contraindicação para o parto normal.Cuide de você e de quem você ama. Até a próxima.

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado.

0 Comentários