Consequências a longo prazo: Síndrome Metabólica

Olá. Hoje eu vou falar sobre a Síndrome Metabólica, uma das consequências em longo prazo mais comuns da Síndrome dos Ovários Policísticos.

Mulheres diagnosticadas com a SOP apresentam um maior grau de resistência à insulina e maiores índices de hiperinsulinemia secundária, e consequentemente, estão correndo um risco maior de desenvolverem complicações em longo prazo. Uma das mais frequentes é a Síndrome Metabólica.

Leva esse nome a condição que causa resistência do organismo à ação da insulina e que sobrecarrega o pâncreas, produzindo cada vez mais essa substância, que se acumula no organismo. Esse acúmulo pode aumentar a predisposição da mulher à diabetes e doenças cardiovasculares importantes como ataques cardíacos e derrames cerebrais.

A obesidade associada à SOP pode agravar esse problema. Apesar disso, os níveis de gordura visceral têm influenciado negativamente a função metabólica em maior grau do que a gordura não visceral. No estudo Síndrome dos Ovários Policísticos: Consequências a Longo Prazo, foi possível observar que tanto a massa adiposa visceral como subcutânea das mulheres com a Síndrome a sensibilidade à insulina e a eficácia da glicose apresentaram resultados insatisfatórios.  

Nesse caso, além do tratamento para o combate à SOP, é indicado também o acompanhamento de um endocrinologista para o combate à Síndrome Metabólica. Fique atenta, pois essa é uma doença silenciosa. Cuide-se! Até a próxima!

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado.

0 Comentários