Como prevenir a dor lombar na gestação e pós-parto

Apesar de ser considerada comum, a dor lombar é um sintoma que pode causar incapacidade motora, insônia, depressão, e pode impedir a gestante de levar uma vida normal. Como as dores podem provocar uma limitação importante na vida diária da gestante, esse é um assunto que não deve ser negligenciado. 

 A mudança no estilo de vida ativo, mesmo que se inicie durante a gestação, pode diminuir a chance de desenvolver a lombalgia.

O fortalecimento muscular do abdômen e da coluna lombar, bem como o relaxamento da musculatura das costas ajudam na prevenção e diminuição das dores. No entanto, mudanças de hábitos como forma de dormir, levantar e carregar pesos também precisam ser revistos.

Quando esses recursos não produzem efeitos positivos, os medicamentos (prescritos pelo médico) e a fisioterapia poderão ser utilizados, além de cintas de sustentação do abdômen.

 Os relaxamentos e massagens são técnicas que podem ser utilizadas durante as aulas. A hidroginástica também é uma boa atividade, pois a água produz um relaxamento natural, além de não provocar impacto nas articulações e diminuir os inchaços.

 As dores lombares também podem se manifestar no pós-parto (agora decorrentes dos cuidados com o bebê), pois a mãe adota algumas posturas inadequadas na troca de roupas, banho e amamentação.  Portanto, os exercícios devem ser retomados assim que houver liberação médica, bem como modificar as posturas que prejudicam a coluna. 

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado.

0 Comentários