Câncer de Ovário – Parte 2 – Sintomas e Fatores de risco

Olá! No segundo post da série sobre Câncer de Ovário, eu falo sobre os principais sintomas e os fatores de risco da doença.

A dificuldade de diagnóstico das neoplasias ovarianas se explica pela inespecificidade dos sintomas. Ou seja, os principais sinais da doença se parecem ora com alterações gastrointestinais, ora com outras patologias ginecológicas. São eles:

- Aumento do volume abdominal e inchaço excessivo;

- Dor abdominal ou pélvica

- Alterações intestinais (diarreia ou constipação);

- Cansaço;

- Vontade frequente de urinar e incontinência;

- Sangramento vaginal fora do período menstrual;

- Alterações no ciclo menstrual;

- Dificuldade alimentar;

- Perda rápida de peso.

Como os sintomas são pouco específicos, é importante ficar atenta aos fatores de risco. Os principais são:

- Mulheres com mais de 55 anos ou em casos de menopausa tardia;

- Histórico familiar. Um dos fatores de risco mais relevantes. Estima-se que 15% dos casos de câncer de ovário ocorram em mulheres com dois ou mais parentes diretos com a mesma patologia ou até mesmo com câncer de mama, cólon ou útero;

- Fator genético: Estudos mostram que anomalias nos genes BRCA 1 ou BRCA 2, que ajudam a reparar células danificadas, podem aumentar as chances de desenvolvimento da neoplasia de ovário;

- Casos de endometriose profunda;

- Síndrome dos Ovários Policísticos (SOP);

- Ausência de gestação. Mulheres que se encaixem em um ou mais desses fatores, devem fazer acompanhamento ginecológico semestral. Cuide-se! Até a próxima!

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado.

0 Comentários