Primeiro nascimento realizado em um útero transplantado

Orgulho de ser médica!
 
Há poucos dias foi noticiado o primeiro nascimento de bebê em uma mulher que recebeu transplante de útero de uma doadora com morte cerebral… Esta mulher é portadora de Síndrome de Rokitansky - que afeta uma em cada 5.000 a 7.000 mulheres.

Este feito foi já descrito poucas vezes (mais precisamente oito casos na Suécia e um caso nos EUA), porém o primeiro com doadora com morte cerebral.

Orgulho é pouco pelo que sinto por estes PROFISSIONAIS, que transformaram o desejo de gestar de uma paciente com nenhuma chance (podemos sim dizer isso, pois tenho certeza que ela ouviu isso muitas vezes...) em fato CONCRETO E HISTÓRICO para a Medicina Brasileira e Mundial, e, o mais importante de tudo isso, conseguiram realizar o sonho de uma mulher em ser tornar MÃE!

Podemos festejar e nunca perder as esperanças do desejo de gestar, tanto almejado por nós mulheres!!!
 

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado.

0 Comentários