3 dúvidas sobre Ácido Fólico durante a gravidez

Olá meninas, bom dia!

A deficiência de ácido fólico é o mais importante fator de risco para os defeitos do tubo neural identificado até hoje. 
Nesse post, eu selecionei três dúvidas sobre o assunto para responder para vocês.

1)      Quais são as vantagens para a mãe ao tomar Ácido Fólico?

O ácido fólico tem um papel fundamental no processo da multiplicação celular, sendo, portanto, imprescindível durante a gravidez. O folato interfere no aumento dos eritrócitos (prevenção de anemias), no crescimento do útero e no crescimento da placenta e do feto. 
Portanto, o ácido fólico é requisito para o crescimento normal, na fase reprodutiva (gestação e lactação) e na formação de anticorpos.

2)      Quais são os benefícios do nutriente para o desenvolvimento do bebê?

O tubo neural se converte em medula espinhal e cérebro entre os dias 18 a 26 da gestação, período no qual muitas mulheres desconhecem ainda seu estado gravídico. É importante que a mulher em idade fértil tenha acesso a uma quantidade adequada de ácido fólico pelo menos um mês antes de engravidar. Contudo, como a gravidez nem sempre é planejada, a mulher deveria apresentar uma alimentação rica em ácido fólico.

3)      Encontro Ácido Fólico na alimentação ou devo tomar suplemento?

 Considera-se difícil alcançar a dose adequada de folato com uma dieta normal equilibrada.
As melhores fontes de folato são as vísceras, o feijão e os vegetais de folhas verdes como o espinafre, aspargo e brócolis. Outros exemplos de alimentos fontes de ácido fólico são: abacate, abóbora, batata, carne de vaca, carne de porco, cenoura, couve, fígado, laranja, leite, maçã, mi- lho, ovo, queijo. O processamento destes alimentos a temperaturas elevadas resulta em perdas consideráveis de ácido fólico.

 

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado.

0 Comentários